O Livro É | Verme!, de Jim Carbonera

Algum tempo atrás ouvi falar de um autor que se destacava por escrever obras diferentes das ficções que costumo ler. Seu nome é Jim Carbonera, e procurei saber mais sobre essas obras. A pesquisa me revelou algo inusitado, longe de tudo que li até hoje, e logo bateu a vontade de descobrir mais sobre a escrita do autor. Hoje falo do que achei de sua obra, Verme!.

Bon-Vivant…

Em Verme!, conhecemos Rino Caldarola. Rino reside em Porto Alegre, tem 30 anos e mora com seus pais, membros da classe média-alta da cidade. Não tendo um trabalho fixo, tem como sustento o aluguel de um apartamento que possui na cidade. Seu sonho e maior vontade é viver da literatura, porém não consegue escrever nada que atraia o público.

Rino é um bon-vivant, experimentando de tudo em busca de experiências e inspirações. Sua vida se resume a festas, de preferência com sexo incluso, cigarros, algumas vezes outros tipos de substâncias, e muito Rock.

Como possui muitos amigos, isso nunca falta. Possui um relacionamento aberto com Diana, não levando nada a sério com ela.

Basicamente, Rino busca em todas essas experiências suas inspirações para conseguir escrever a obra que lhe trará a fama e o destaque no mercado literário.

Verme! | Avaliação

O que se pode falar sobre a trama? Não muito, pois é preciso senti-la enquanto lê. Uma resenha simples não vai conseguir explanar o que o livro contém. O próprio Rino narra seu dia-a-dia, então estamos restritos a conhecer e descobrir a maneira que Rino enxerga o mundo.

Sentimos suas angústias, suas necessidades, seus desejos, seus medos, tudo através de sua narração, totalmente crua e despretensiosa, afinal Rino não se censura na hora de falar, soltando muitos palavrões e sendo descritivo no que tange ao erótico. Rino apenas deseja viver sua vida, além, é claro, de alcançar o sucesso através dos livros.

Afirmo que esse livro é completamente diferente do que já li, pois não há elementos clássicos ficcionais nessa obra. Não espere que Rino encontre soluções milagrosas e fantásticas para seus problemas, não espere uma jornada, não espere um romance meloso, nada disso se encontra na obra de Jim Carbonera. Sabia que a obra iria me surpreender, porém não tanto quanto ela conseguiu realmente.

Simplesmente não consigo encontrar uma palavra que defina o gênero dessa obra, mas só sei que ela é ótima para aqueles que, como eu, quiserem dar uma saída da fantasia e aventura e ler algo completamente diferente.

Recomendo muito a obra que, apesar de não ser meu estilo, me agradou em vários aspectos.

Verme! | Sinopse

Entre o fictício e o real, Rino Caldarola narra em primeira pessoa suas desventuras e desatinos em Porto Alegre, sua cidade natal. Inconformado pela escassez de inspiração e à procura de um lugar ao sol no cenário literário brasileiro, o protagonista é o reflexo das desilusões e dos anseios que atormentam uma sociedade cada vez mais conturbada e contraditória.

Com uma narrativa insolente e exasperada, Rino constrói e defende seu espaço pessoal utilizando-se de ironia, arrogância e de um erotismo cru. Busca desvencilhar-se de sua mãe coruja e do seu bairro que outrora fora de classe média, mas agora se elitiza em nome do progresso. E, principalmente, luta para desembaraçar sua paradoxal maneira de pensar e ver o mundo.

Verme! | Sobre o autor:

Jim Carbonera nasceu no Brasil, em 27 de fevereiro de 1982. Natural de Porto Alegre, reside ainda hoje na cidade que serve de inspiração para suas escritas.

Formou-se em turismo, exercendo a profissão por quatro anos e abandonando-a para dedicar-se integralmente à literatura. Seus livros têm como cenários ambientes ríspidos, libertinos e atrozes, e seus personagens possuem a subversividade como características principal.

É autor das obras: Divina Sujeira, Verme! e Royal 47, obras que fazem parte da trilogia Rino (os livros podem ser lidos fora da ordem cronológica).

​Segue o gênero do Realismo Urbano e é um entusiasta do movimento McOndo. Tem como principais influências os escritores: Alberto Fuguet e Pedro Juan Gutiérrez. ​No momento o autor trabalha em seu mais novo romance, sem título definido.

Verme! | Links:

 

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someonePin on Pinterest

Um leitor assíduo da fantasia e do terror, vem descobrindo aos poucos as maravilhas da Ficção Científica e dos Romances Históricos. Crítico e perfeccionista, procura falhas até nos livros mais perfeitos. Nas horas vagas escuta Heavy Metal e lê ainda mais.

225 views
Scroll Up