O Livro É | Tronos e Ossos – Jornada no Gelo

No excelente livro Tronos e Ossos – Jornada no Gelo, somos apresentados a Karn e Thianna, jovens diferentes, muito diferentes, não porque Karn é um menino e Thianna uma menina, ambos da mesma idade, mas sim porque ele é um garoto humano e ela uma garota mestiça de gigante do gelo e humano.

Ele filho de fazendeiros, ela de um pai gigante e de uma mãe cuja origem é um mistério para ela e para seu povo.

O destino vai se encarregar de unir esses dois jovens e de diluir as diferenças entre eles em uma aventura fantástica, com trolls, zumbis, dragões, vikings e amazonas… e claro, algumas partidas de Tronos e Ossos, o divertidíssimo e desafiador jogo de tabuleiros do qual Karn é um exímio jogador…

Jornada no Gelo Tronos & Ossos

Tronos e Ossos | O Chamado

Sobrevoando as terras geladas montada em uma wyvern (criatura similar a um dragão, mas de menor porte e sem patas dianteiras), Talária planeja sumir definitivamente das vistas de suas três perseguidoras, também montadas sobre wyverns.

A fugitiva se atira em direção a imensa vastidão gelada abaixo de si e de sua montaria. Desaparece no gelo e no vento frio tendo em posse um instrumento poderosíssimo. Ela nunca mais fora vista.

Trono e Ossos
Karn Korlundsson

Treze anos depois, nas terras de Norrøngard, o jovem Karn se vê às voltas com as obrigações que em futuro próximo terá de assumir para com as terras de seu pai, Korlundr, um hauld (senhor de uma terra há mais de seis gerações na mesma família) honesto, líder de homens livres, pois há anos aboliu os escravos de suas terras.

Apesar das obrigações ali, batendo à porta de seu quarto diariamente, Karn ainda é um garoto na fase de transição entre o final da infância e o começo da adolescência, ainda muito mais interessado em se divertir jogando umas boas partidas de Tronos e Ossos do que negociando mercadorias e fazendo cálculos vantajosos nessas trocas.

Sair do mundo do jogo de tabuleiro é sempre chato, enfadonho e complicado para o garoto que prefere encarar um bom desafiante do que encarar um bom negociante.

Na tensão das cobranças do pai e das críticas de seu Tio Ori, irmão gêmeo de seu pai, nascido poucos segundos depois, Karn na maioria das vezes nem sequer se empenha em encarar as duas coisas de frente.

Seu Tio Ori nutre uma espécie de mágoa de seu irmão gêmeo, pois a diferença de segundos no nascimento dos irmãos legaram a Korlundr a herança de hauld das terras da família. Essa mágoa por vezes velada, por vez dissimulada, por vezes expressa com ironias é apontada na direção do garoto, próximo herdeiro das terras da família, enquanto Ori, em breve, precisará partir em busca de suas próprias terras.

Com uma ânsia constante por aventuras e novas descobertas, Karn deseja em seu íntimo poder conhecer o mundo fora dos limites da fazenda se sua família e das responsabilidades que estão cada vez mais perto. Novas cidades, novos desafios, um mundo a ser explorado ou uma fazenda a ser cuidada? Entre o que quer e o que precisa ser feito, Karn vai descobrir que o mundo tem muito mais do que esses dois lados da moeda.

Trono e Ossos
Thianna

Longe dali, nas terras geladas de Ymiria, especificamente no platô de Gunnload, onde vivem os gigantes do gelo, Thianna se inquieta constantemente com as diferenças entre ela e a os demais moradores do platô nevado: a garota é uma híbrida entre humanos e gigantes.

Menor que todos os outros moradores de Ymiria, Thianna adora a vida que conhece ali, mas em seu íntimo a reprovação daqueles que deveriam ser seus pares lhe pesa os ombros diariamente, sobretudo as investidas violentas do garoto gigante do gelo chamado Thrudgelmir, cuja força física enorme é inversamente proporcional ao seu intelecto, motivo pelo qual Thianna sempre leva a melhor sobre o bruto e estúpido garoto que a despreza e ofende constantemente.

Apesar do grande amor que há entre a meio-gigante e seu pai, Magnilmir,  e depois da amizade que passa a desenvolver com Eggthoda, interesse romântico de seu pai, Thianna sente o constante incômodo de ser diferente de todos os gigantes, não só na altura, mas na cor da pele morena e dos cabelos negros, na sensação constante de ter apenas metade de si fincada naquelas terras geladas enquanto sua outra metade é quase que totalmente desconhecida e perdida no mundo do lado de fora das montanhas geladas.

Na ocasião oportuna o tempo se encarrega de levar esses dois garotos insatisfeitos com suas respectivas vidas e com o modo como são empurrados para frente de um modo ou de outro.

A ocasião em questão é o chamado Baile dos Dragões, um encontro entre comerciantes diversos, sobretudo os da fazenda de Korlundr. Mas não antes de haver problemas para os jovens em seus respectivos lares, já que aventuras e problemas são a tônica de Tronos e Ossos.

No entrementes entre a partida das caravanas para o Baile dos Dragões, estranhas mulheres passam por Norrøngard em busca de uma antiga companheira que se perdera por aquelas terras há muitos anos.

Karn estranha aquelas visitantes e suas montarias que, segundo elas, são wyverns… Antes que algo mais seja dito, Tio Ori trata de conseguir informações com Sydia, a robusta e destemida guerreira líder do bando de amazonas cujos cabelos negros, a pela morena, pernas e braços musculosos, armaduras de bronze e couro se destacam da população de Norrøngard.

No Baile dos Dragões…

Nas colinas do baile os norrønir (plural que designa os habitantes de Norrøngard; já o singular é norrønur) e os gigantes do gelo além de fechar negócios se confraternizam de diversas formas: comendo, bebendo, jogando e fazendo tudo outra vez.

Enquanto os adultos tem coisas de sobra para fazer, Karn e Thianna se estranham, tiram sarro um do outro, discutem e nesse processo vão se conhecendo aos poucos. Ela muito mais alta e forte é mais física, mais agitada, ele de estatura normal para um garoto humano de 13 anos é mais contido e por ser um exímio jogador de Tronos e Ossos é mais analítico e estratégico, não por acaso essas características de ambos serão fundamentais para o que vier pela frente.

O que parecia ser uma jornada para adultos acaba se tornando uma oportunidade interessante para dois jovens deslocados em seus lares. Thianna é considerada pequena entre os gigantes do gelo, mas perto dos humanos normais ela é uma garota de mais de dois metros de altura, o que chega a assustar muitos adultos norrønir, sobretudo o já amedrontado Tio Ori.

Durante todo o baile não são poucas as ocasiões que os Thianna e Karn trocam divertidas farpas, piadinhas, tiradas de sarro mútuo, brincadeiras de toda ordem e lições que inúmeras vezes irão salvar ambos.

Na colina de Helltoppr

Mas toda as distrações da confraternização entre os norrønir e gigantes do gelo não dura muito tempo, não para Karn que, manipulado pelo próprio tio, acaba por cair numa cilada envolvendo a antiga lenda do guerreiro Helltoppr, um antigo líder de dracar (embarcação que possui uma cabeça de dragão ou serpente do mar entalhada em madeira na parte frontal da embarcação) amaldiçoado e aprisionado na forma de morto-vivo em uma colina.

Karn, sem querer, liberta Helltoppr e precisa vencê-lo em uma batalha, obviamente o pequeno garoto não possui nenhum requisito físico para derrotar o morto-vivo que, além do mais, é um exímio guerreiro e possui mais três ajudantes zumbis, posteriormente encarregados de perseguir Karn quando a intervenção de seu pai permite ao garoto fugir sem rumo.

Tronos e Ossos
Arte conceitual de Karn e Thianna diante da colina de Helltoppr

De volta ao platô, Thianna descobre que a paz de seu lar não é mais a mesma quando três guerreiras de pele morena, cabelos negros, braços e pernas musculosas, armaduras de bronze e couro seguidas ameaçam a aldeia com suas lanças capazes de disparar fogo, uma grande ameaça contra os gigantes do gelo.

Ajudada por seu pai e Eggthoda, Thianna empreende uma fuga alucinada pelas cavernas de seu povo levando consigo o artefato que um dia sua mãe havia trazido de terras distantes e que havia legado à sua filha ainda muito criança.

Sydia e suas obstinadas guerreiras não perderam tempo e saíram para caçar a garoto pelos muitos obstáculos gelados e montanha abaixo. Mas Thianna tinha a grande vantagem de conhecer aquelas terras geladas e seus perigos, o que foi suficiente para deixar o platô e despistar suas inimigas.

O passado que tanto quis conhecer batia à sua porta, e batia com muita força…

Caminhos se cruzam, amizades se formam

Fugindo desesperadamente dos três zumbis caçadores de Helltoppr, Karn corre sem rumo e sem planejamento, o medo toma conta do pequeno garoto e os perigos no caminho são muitos e seu único pensamento é chegar até as terras geladas de Ymiria e se refugiar no lar dos gigantes do gelo. Mas o caminho é longo, o frio intenso e os perigos desconhecidos inúmeros…

Mas a sorte é um elemento comum nas aventuras fantásticas e não tarda para que Thianna e Karn se encontrem e juntos possam superar as adversidades. Claro que o encontro também dobra o número de inimigos no encalço dos garotos. São três zumbis e três amazonas… A perseguição os leva por vários caminhos e por fim até Saderth, A Cidade Arrasada, onde um perigo ainda maior aguarda por todos os aventureiros e caçadores de tesouros que por ali se arriscam.

Tronos e Ossos | Um aventura para todas as idades

Acho pouco provável que um leitor buscando algo leve e divertido não encontre isso em Tronos e Ossos – Jornada no Gelo (Trhones and Bones – Frostborn no original) de Lou Anders. O cara sabe o que faz com seus personagens, são poucos, são simples, mas é impossível não simpatizar com a maioria deles.

A dupla de protagonistas dispensa qualquer tipo de comentário excessivo: divertidos, engraçados, por vezes melancólicos em seus medos e anseios, acabam sendo ótimos reflexos do início da adolescência. As dúvidas, incertezas, a constante sensação de ausência de um lugar realmente seu no mundo, a busca por aventuras, por identidade, por autoafirmação são alguns dos pontos que tanto Karn quanto Thianna apresentam.

Também é comum encontrar em ambos aquela imprudência típica dos jovens aliada aquele quê de infantilidade de quem está dando os primeiros passos no fim da idade infantil. A interação entre os dois é sem sombra de dúvidas um dos melhores aspectos do livro: as conversas, o aprendizado mútuo, a conquista da admiração, do respeito, da compreensão do outro que é diferente e ao mesmo tempo carrega em si um reflexo do amigo.

Trono e Ossos

Thianna por ser mais forte fisicamente acaba se tornando uma grande protetora do pequeno Karn que, por sua vez, mais analítico e estratégico por conta da experiência com Tronos e Ossos acaba sendo o responsável pela análise das situações problemáticas que a dupla se mete e propor planos aparentemente absurdos, mas que, por serem jogadas calculadas, acabam surtindo o efeito desejado, ao menos na maioria das vezes.

Os perigos que Anders escolheu para seus personagens são bem oportunos para um mundo fantástico: zumbis, trolls, amazonas e dragões são obstáculos comuns no imaginário mundial já há longos anos, aqui não há nada muito inovador, no entanto o humor da situação e a trama geral acabam por impulsionar a participação desses elementos.

É praticamente impossível não se envolver na atuações dos capangas zumbis de Helltoppr, ou com ele mesmo; os próprios trolls são também elementos divertidíssimos quando estão em cena, por vezes nem estes e nem os zumbis são percebidos como ameaças reais, soma mais como um antagonismo cômico para Karn e Thianna.

Já Sydia e suas amazonas são uma ameaça mais pesada e incisiva, afinal de contas, as guerreiras intimidaram até mesmo os gigantes do gelo. O dragão? Esse eu deixo de presente para quem se aventurar na leitura…

Tronos e Ossos | Um texto coeso, uma narrativa objetiva

Lou Anders está de parabéns (a tradução também), Tronos e Ossos escapa página a página de qualquer situação enfadonha e mesmo na previsibilidade das situações da “jornada do herói”, entrega boas surpresas e situações. Mais uma vez quero frisar o quão Thianna e Karn são interessantes e versáteis em suas respectivas características e habilidades.

Não foram poucas as passagens da obra que imaginei um game de aventura com os personagens… Também não por acaso vi no texto de Anders várias deixas para uma adaptação cinematográfica. Algo já mais do que corriqueiro em obras recentes, não é mesmo?

Com um texto limpo e sem rodeios, a história de Tronos e Ossos segue um fluxo ágil, alternando facilmente momentos de desenvolvimento da trama geral, dos personagens, estabelecimento de contextos e apresentação do mundo criado por Anders.

Em alguns pontos senti falta de uma aprofundamento maior desse mundo e outros aspectos históricos comuns em obras de fantasia, mas aí lembrei-me que, mesmo adorando a obra, não sou seu público alvo (infantojuvenil).

Também vale lembrar que Tronos e Ossos é o primeiro de uma trilogia (Frostborn, Skyborn e Nightborn), o que dá espaço de sobra para a expansão do mundo apresentado no primeiro livro, já que este se foca em uma quantidade pequena de locações, indo basicamente no trajeto entre Ymiria e Norrøngard e depois em arredores, com alguns outros sítios sendo citados pelos personagens.

Tronos e Ossos | Em busca de um lugar no mundo

Acho que um dos pontos mais pertinentes dentro da jornada de Tronos e Ossos sem dúvida foram as jornadas pessoas de Karn e Thianna.

Ambos começaram opostos, diferentes, se estranhando e ironizando mutuando, no entanto a necessidade de apoio mútuo necessário à sobrevivência de ambos acabou aproximando-os, a princípio, por obrigação ou pura praticidade, depois por amizade verdadeira e por aquele companheirismo surgido da adversidade, da dificuldade e da certeza de que você pode fazer algo pelo outro e o outro por você apenas porque isso é o certo a se fazer.

Trono e Ossos

Lou Anders dispara precisamente suas palavras. Karn e Thianna são as facetas de dezenas de milhares de jovens saindo da infância e encarando um mundo cheio de responsabilidades maiores do que uma partida de Tronos e Ossos ou esportes relativamente violentos para uma criança.

Há uma dezena de situações que o leitor percebe ali no texto e no contexto da obra: bullying, amizade, respeito com o outro, aceitação dos seus pares, autoaceitação, prudência, compreensão, proteção… Contidos ali no texto de forma clara e bem direcionadas, em momento algum tais ideias ficaram forçadas apenas para cumprir a agenda do “politicamente correto”, estão ali para mostrar um aspecto humano e pertinente, tirando os traços de artificialidade tão comuns em obras do gênero fantástico infantojuvenil.

Anders fala, fala clara e naturalmente, algo que tem faltado ultimamente em muitas obras por aí.

Tronos e Ossos | O jogo que todos querem jogar

Não satisfeito em escrever um belo texto que contém um narrativa divertida e dinâmica, Lou Anders nos presenteia com Tronos e Ossos, o jogo que Karn adora e quase não larga em momento algum durante toda a obra; senão jogando, ao menos usando as estratégias do tabuleiro para se livrar de situações no mundo real.

Ao final da obra, ao lado do ótimo Glossário, há as instruções para montar um tabuleiro de Tronos e Ossos e as regras necessárias para que os leitores possam ter suas próprias partidas.Uma boa busca no Google me revelou uma miríade de estilos de peças e tabuleiros do jogo, desde impressos em papel até peças em entalhadas em madeira ou de plástico. É quase impossível não querer montar um tabuleiro e arriscar umas partidinhas…

Trono e Ossos
Iconografia do jogo Trono e Ossos

Tronos e Ossos | Vale a pena

Se você ainda não se convenceu a ler Tronos e Ossos até aqui, lamento. Está perdendo uma grande oportunidade de ler algo divertidíssimo, com grandes influências da cultura pop-nerd geral (tem algo mais pop e mais nerd que dragões e zumbis?).

Trono e Ossos
A capa da edição original, com Thianna e Karn diante do dragão.

O fato de ser uma obra infantojuvenil obviamente exime o livro de ser cabeçudo, exacerbadamente denso e descritivo, não, aqui a narrativa flui como uma boa aventura deve fluir: rápida, dinâmica e intensa. Claro, aqui você não vai encontrar ecos de high-fantasy, não, aqui o objetivo é trazer de forma leve os pequeninos (já não tão pequeninos assim) para um passeio através da easy-fantasy, abrindo-lhes as portas para o que vier depois (e sempre vem).

Também destaco aqui o acabamento do livro. A Editora Jangada caprichou nos requisitos. Capa plastificada, título em alto relevo, capítulos com marcadores ilustrados. Tudo muito bonito.

Minha crítica nesse sentido vai para a decisão equivocada de remover da capa original as figuras de Karn e Thianna, deixando ali um dragão olhando para um vazio completamente sem sentido; acho que foi uma decisão bem, bem errada remover os protagonistas.

Ademais fica aqui o convite para embarcar nessa aventura, senão pra você, mas para o Karn e a Thianna que existem perto de você.

Tronos e Ossos | Sinopse

Trono e OssosTrolls fedidos, zumbis ameaçadores e um dragão cuspidor de fogo não são páreo para Karn e Thianna, dois heróis cheios de coragem e inteligência. Karn vive em uma terra fantástica em outro universo, mas com uma cultura semelhante à viking, e é um gamer compulsivo. Thianna é fera em esportes violentos, e mora na terra dos gigantes, porém é metade humana e metade gigante.

Os dois se conhecem em um posto de comércio que acontece anualmente no acampamento dos Gigantes. Quando intrigas de família obrigam Karn e Thianna a fugirem, os dois voltam a se encontrar e agora passam a enfrentar situações apavorantes e percebem que precisam unir forças para vencer seus inimigos e desvendar segredos e traições que podem mudar suas vidas para sempre.

Tronos e Ossos – Jornada no Gelo está no catálogo da Editora Jangada e disponível nas melhores livrarias.

Tronos e Ossos | O Autor

Lou Anders publicou mais de 500 artigos e matérias sobre ficção científica e fantasia em literatura e televisão. Recebeu um Hugo Award e um Chesley Award. Participa regularmente de convenções de escritores em todo os Estados Unidos. Saiba mais em: www.louanders.com

Jornada no Gelo Tronos & Ossos

Tronos e Ossos | Informações

  • TÍTULO |  Jornada no Gelo –  Tronos & Ossos
  • COLEÇÃO |Tronos & Ossos
  • VOLUME | 1
  • AUTOR | Lou Sanders
  • TRADUTOR | Jacqueline Damásio Valpassos
  • PAIS DE ORIGEM | Estados Unidos
  • EDIÇÃO | 
  • EDITORA | Jangada
  • PÁG | 344
  • PREÇO | R$ 39,90
  • CAPA | Brochura
  • ASSUNTO | Literatura juvenil / Ficção Juvenil

Tronos e Ossos | Links

Tronos e Ossos | Book Trailer em inglês

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someonePin on Pinterest

É Designer de produtos e gráfico, desenhista nas horas vagas e aos trancos e barrancos um estudioso de Semiótica. Nutre estranhas fixações por processos narrativos experimentais e acredita que o mundo caminha para ser cada vez mais parecido com um Game

843 views
Scroll Up