Entrevista | Marcus Barcelos, autor do livro Horror na colina de Darrington

Marcus Barcelos nasceu no Rio de Janeiro, em 1989, onde mora até hoje. Graduando em Jornalismo e estudando Roteiro Cinematográfico na Escola de Cinema Darcy Ribeiro, é ávido por literatura e começou a escrever aos dez anos de idade.

Encontrou nas histórias de terror a sua paixão e têm como inspiração os grandes mestres Stephen King, H.P. Lovecraft e Edgar Allan Poe. Marcus também é um dos Embaixadores Internacionais da plataforma Wattpad no Brasil, onde conta com milhares de seguidores.

Além da literatura, Barcelos também é apaixonado por esportes: é treinador de Boxe Inglês da Federação do Estado do RJ, atleta de CrossFit e surfista, mas só nos finais de semana. Ou quando o mar está bom, sempre entre uma morte ou outra de seus personagens.

Entrevista Marcus Barcelos1 | Bem-vindo ao Ponto Zero. Como estão as coisas?

Olá! Por aqui vai tudo bem, muita correria e muito trabalho, mas quando a gente faz o que gosta todo sacrifício vale a pena. 🙂

2 | Como temos alguns leitores que podem ainda não conhecer o seu trabalho, você poderia se apresentar para o nosso público?

Meu nome é Marcus Barcelos, tenho 27 anos, sou um escritor residente no Rio de Janeiro e um apaixonado inveterado pelo gênero terror.

Sou o autor do livro de suspense e terror sobrenatural pulp “Horror na Colina de Darrington”, publicado em 2015 pela Editora Novo Século e que tem sua segunda edição pela Faro Editorial.

3 | Como você começou a escrever? E quando sua primeira idéia para Horror na Colina apareceu?

Escrevo desde os 10 anos de idade, neste início escrevendo apenas acontecimentos do meu cotidiano infantil. Comecei a escrever ficção quando tinha quase 11 anos, estreando com uma historinha de 15 páginas sobre uma dupla de policiais que precisavam resgatar um disquete secreto.

Quando tinha mais ou menos 15 anos, comecei a ler terror e me apaixonei instantaneamente pelo gênero. A primeira ideia para o Horror na Colina de Darrington apareceu quando eu decidi escrever uma história curta e impactante, que fosse quase como um filme, e que fosse inspirada nos grandes clássicos do terror.

Entrevista Marcus Barcelos4 | Quanto tempo levou desde o surgimento da ideia até o lançamento do livro?

Como o Horror na Colina de Darrington nasceu na internet, no Wattpad, comeceu a escrevê-lo de forma seriada, postando os capítulos a cada duas semanas.

A história foi angariando cada vez mais votos e leitores, até que foi selecionada para entrar em destaque no Wattpad.

Quando vi que a história tinha potencial, comecei a lapidá-la visando uma futura publicação. Todo este processo levou mais ou menos um ano.

5 | Apesar de ser um autor nacional, você escolheu situar seu livro nos Estados Unidos. Qual o motivo dessa escolha?

O motivo foi puramente por questões do enredo. Pela história que eu queria contar, a locação mais gótica do leste dos Estados Unidos casaria perfeitamente.

Escrevo historias em diversas locações, muitas no Brasil, também, mas quando o Horror na Colina de Darrington começou a ser escrito senti que precisava localizá-lo em South Hampton.

6 | Algum personagem foi baseado em alguém da sua vida?

Todos os meus personagens possuem traços de pessoas que conheço ou que já tenha conhecido, misturados à personagens de outras histórias. Poderia dizer que meus personagens tem muito de muita gente, incluindo eu mesmo.

Entrevista Marcus Barcelos7 | Podemos ver que Horror na Colina teve uma boa influência de creepypastas. Você é fã desse estilo de contos?

Muito! Adoro creepypastas, e no Horror na Colina de Darrington quis homenagear vários estilos, contos e estruturas, incluindo as creepypastas.

8 | Quais obras lhe influenciaram para escrever Horror Na Colina?

Vários títulos do Stephen King, H.P. Lovecraft, Edgar Allan Poe, Andre Vianco… Além de vários filme e jogos, como Silent Hill, por exemplo.

9 | Quais autores e livros te inspiraram para começar a escrever não só Horror na Colina mas também seus outros trabalhos?

Poderia cita o Stephen King como meu grande mestre. Sou muito fã das obras dele, e foi quando eu li “O Iluminado”, com 15 anos, que decidi que queria escrever terror.

10 | Quão importante é o wattpad para o seu trabalho e seu desenvolvimento como escritor?

O Wattpad é uma ferramenta formidável para todos que gostam de ler e/ou escrever.

No Wattpad podemos encontrar grandes autores, novas histórias e materiais únicos, além de poder praticar nossa escrita tendo feedback instantâneo dos leitores.

É uma interatividade que incentiva novos escritores e fomenta a cultura da leitura entre muitos usuários.

11 | O que você acha do feedback que recebe dos fãs com seu livro e seus contos?

Fico muito feliz com todo feedback que recebo, principalmente com relação às minhas conquistas como escritor. Gosto de ver que minhas histórias agradam e divertem os leitores, sinto que o meu trabalho está sendo bem feito.

E quando eu vejo as pessoas torcendo para o meu sucesso, fico ainda mais animado a continuar escrevendo.

12 | Quais são os planos para novos livros de Horror na Colina? Quantas sequencias teremos?

Agora que estou na Faro Editorial, o “Horror na Colina de Darrington” será relançado numa espetacular edição definitiva, com nova capa, novo projeto gráfico e ilustrações exclusivas.

Além disso, teremos no ano que vem a sequência deste primeiro livro, além de várias outras novidades! 😉

Entrevista Marcus Barcelos13 | Você recebeu rejeição de alguma editora para publicar sua obra?

Já recebi rejeições em revistas de contos estrangeiras, mas nunca abaixei a cabeça. Melhorei meu trabalho e já consegui uma publicação de um conto no exterior.

A vida é feita de altos e baixos, o importante é não desistir.

14 | De um modo geral, quais são seus autores preferidos?

Gosto de ler de tudo um pouco, não tenho nenhum preconceito com gêneros literários, então poderia citar, novamente, o Stephen King, Edgar Allan Poe, H.P. Lovecraft, Andre Vianco, e adicionar à essa lista o Raphael Montes, Andre Gordirro, Peterson Rodrigues, Tiago Toy, Duda Falcão, J.K. Rowling, Dan Brown, Agatha Christie, Sidney Sheldon, Mario Puzo… É muita gente!

15 | Gostaria de deixar uma ultima mensagem para seus fãs brasileiros?

Gostaria de agradecer à todos os meus leitores e à todos que me apoiam diariamente.

É importante demais para um escritor nacional ver que a sua literatura tem apoio, e isso significa muito para mim. Por isso, digo OBRIGADO a todos que apoiam e incentivam a literatura nacional!

Além disso, queria dizer para todos aqueles que escrevem e sonham em seguir a carreira de escritor: não desistam. Vai ser difícil, às vezes vai parecer impossível, mas não é.

Continuem correndo atrás dos sonhos e leiam, escrevam, até não poderem mais. Estamos juntos nessa batalha e vamos vencer. 😉

Veja nossa resenha do livro Horror na Colina de Darrington AQUI

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someonePin on Pinterest

Um leitor assíduo da fantasia e do terror, vem descobrindo aos poucos as maravilhas da Ficção Científica e dos Romances Históricos. Crítico e perfeccionista, procura falhas até nos livros mais perfeitos. Nas horas vagas escuta Heavy Metal e lê ainda mais.

414 views
Scroll Up