Kazuo Ishiguro ganha o Nobel de Literatura

A Academia Sueca anunciou na manhã desta quinta-feira, dia 5, o vencedor do Nobel de Literatura 2017. Kazuo Ishiguro, 62 anos, levou o prêmio porque, “em seus romances de grande força emocional, revelou o abismo sob nossa sensação ilusória de conexão com o mundo”.

Kazuo Ishiguro nasceu em Nagasaki, no Japão, em 1954, e mudou-se para a Inglaterra aos cinco anos de idade. É autor de oito livros (sete romances e uma coletânea de contos), cinco deles publicados no Brasil pela Companhia das Letras: Os vestígios do dia (vencedor do Booker Prize de 1989), Não me abandone jamaisQuando éramos órfãosNoturnos O gigante enterrado, seu romance mais recente publicado em 2015.

Dessas obras, duas ganharam aclamadas adaptações para o cinema: Os vestígios do dia Não me abandone jamais. Considerado um dos principais autores da língua inglesa, sua obra foi traduzida para 28 países.

Kazuo IshiguroO gigante enterrado

Quando lançado, O gigante enterrado foi recebido como a entrada de Ishiguro no gênero fantástico. A história acontece em uma terra marcada por guerras recentes e amaldiçoada por uma misteriosa névoa do esquecimento.

Sua população desnorteada está diante de ameaças múltiplas, e um casal parte numa jornada em busca do filho e no caminho terá seu amor posto à prova.

Épico arturiano, o romance envereda pela fantasia e se aproxima do universo de George R. R. Martin e Tolkien, comprovando a capacidade do autor de se reinventar a cada obra.

Os vestígios do dia

Um dos romances mais aclamados de Kazuo IshiguroOs vestígios do dia acompanha o mordomo Stevens, já próximo da velhice.

Ele rememora as três décadas dedicadas à casa de um distinto nobre britânico, lord Darlington, hoje ocupada por um milionário norte-americano.

O romance ganhou uma adaptação para o cinema em 1993, protagonizada por Anthony Hopkins e Emma Thompson, e recebeu oito indicações ao Oscar.

Kazuo Ishiguro

Não me abandone jamais

Finalista do Booker Prize em 2005, Não me abandone jamais tem como pano de fundo um cenário de ficção científica.

Não me abandone jamais também foi adaptado para o cinema, estrelado por Carey Mulligan, Keira Knightley Andrew Garfield.

Noturnos

Noturnos é uma reunião de cinco narrativas em que Ishiguro deixa de lado a solenidade distendida dos romances para dedicar-se à concisão, à leveza e ao humor concentrado do gênero curto.

Nestas histórias, emoções suscitadas por belas melodias convivem com as limitações do mundo da música.

Se o poder de tocar o sentimento faz dos músicos seres próximos da genialidade, as exigências do senso comum e da profissionalização os submetem a situações muitas vezes patéticas e hilariantes.

Fonte: Blog da Companhia das Letras

 

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someonePin on Pinterest

Ponto Zero é um site de entretenimento cultural com foco em produção textual e análises de várias mídias como os quadrinhos, cinema, games, música, teatro e literatura.

228 views
Scroll Up