Catarse | Ponte do Galo, do grande romancista Dalcídio Jurandir

Ponte do Galo, um dos mais importantes romances do escritor paraense Dalcídio Jurandir está em campanha na plataforma de financiamento coletivo do Catarse.

Há mais de quatro décadas fora de catálogo, Ponte do Galo integra uma extensa saga criado por Jurandir e que se passa em vários pontos importantes do estado do Pará.

O projeto da Pará.grafo Editora vem enriquecer e reavivar a importância de autores como Jurandir no imaginário literário paraense. Não perca a oportunidade de apoiar o projeto e garantir uma edição caprichada em formato 140mm x 210mm, miolo em papel pólen soft 80g/m², e terá entre 200 e 250 páginas. A capa será impressa em papel supremo 250g/m² com laminação brilhosa e orelhas de 8cm.

Após 46 anos, a obra Ponte do Galo, do grande romancista Dalcídio Jurandir, ganhará sua primeira reedição. Uma edição única, em livro físico e e-book, de um clássico da literatura amazônica que integra o chamado Ciclo do Extremo-Norte e é objeto de estudo dentro e fora do Brasil.

Para que essa iniciativa dê certo, no entanto, precisamos da participação de vocês. Um projeto colaborativo e profissional, com a devida qualidade gráfica que a obra merece.

Esta segunda edição contará com prefácio do escritor e pesquisador Paulo Nunes, fotografia de capa de Eliseu Pereira, ilustrações de Paloma Franca Amorim, revisão de Samantha de Sousa, glossário de Rosa Assis e design de Dênis Girotto de Brito.


Dalcídio Jurandir nasceu em Ponta de Pedras, Ilha do Marajó, em 1909 e faleceu em 1979. Escreveu 11 (onze) romances, dos quais dez formam o chamado Ciclo do Extremo-Norte. Recebeu com eles o Prêmio Machado de Assis, da Academia Brasileira de Letras, pelo conjunto da obra, em 1972, além de outros prêmios nacionais como o Prêmio Dom Casmurro, da Editora Vecchi, e o Prêmio Luísa Cláudio de Sousa, da Pen Clube.

Sua literatura é marcada pelo forte retrato de sua terra e sua gente, explorando de forma sutil a vida cabocla e ribeirinha de personagens comuns inseridos numa ilha de introspecções e desejos. É uma literatura que vai além do simples retrato da Amazônia. São emblemas humanos que circundam sua narrativa.

“Um romancista tão grande quanto a sua ilha”, citou José Cândido de Carvalho.

Dalcídio também foi cronista dos principais jornais paraenses e brasileiros de sua época.

“Ponte do Galo” foi publicado em 1971 pela Editora Martins/MEC e nunca mais reeditado. Sétimo livro do chamado Ciclo do Extremo-Norte (conjunto de dez livros do autor que contam a saga de Alfredo, um menino de Cachoeira do Arari, no Marajó, que sonha em conhecer a cidade grande – Belém – e terminar seus estudos), o livro se tornou raro nas livrarias e mesmo nos sebos, onde não se encontra mais nenhum exemplar da primeira edição.
Apesar de fazer parte de um conjunto de dez romances, “Ponte do Galo” pode ser lido separadamente e independente dos outros livros do Ciclo, sem prejuízos para o leitor.

Características do livro

O livro será impresso em formato 140mm x 210mm, miolo em papel pólen soft 80g/m², e terá entre 200 e 250 páginas. A capa será impressa em papel supremo 250g/m² com laminação brilhosa e orelhas de 8cm.

Como recompensas aos incentivadores desse projeto, temos livros, e-books, canecas personalizadas, pôsteres com ilustrações da Paloma Franca Amorim e a possibilidade de ver seu nome impresso no livro! *

* As artes das imagens são apenas exemplos.

Integra ainda esta equipe a escritora Rosa Assis, responsável pelo glossário desta edição.

Veja o que estão falando e escrevendo sobre nós!Na TV: Entrevista concedida pelo escritor e pesquisador Paulo M Nunes para a TV Nazaré, no dia 17/04/2017.

Nos jornais impressos: Matérias publicadas nos jornais O Liberal (28/04/2017) e Diário do Pará (24/04/2017), respectivamente.

Em blogs e sites de notícias:

O Catarse é um site de financiamento coletivo. Aqui você pode apoiar financeiramente o projeto de reedição de “Ponte do Galo”. Dentre as diversas vantagens, você tem um preço diferenciado, acesso a várias recompensas e comodidade no recebimento do produto!

Se você tem alguma dúvida sobre o Catarse, nesse vídeo eles explicam direitinho como funciona. É extremamente seguro e o maior site de financiamento coletivo do Brasil. Pode apoiar sem medo!

Sua contribuição dará vida a essa obra e ajudará a manter acessa a chama da Literatura Brasileira, em especial a Literatura Amazônica, não apenas colocando essa edição histórica novamente nas estantes dos leitores brasileiros como também incentivando a literatura desse grande autor de relevância além-fronteiras.

Orçamento

Bem… é isso!

Esse é um projeto independente de uma pequena editora do nordeste paraense que objetiva resgatar obras de grande relevância para a literatura brasileira que, por circunstâncias quaisquer do mercado editorial, acabaram não sendo reeditadas e se tornaram raras e/ou inacessíveis aos leitores.

O sucesso dessa campanha nos motivará a continuar trazendo reedições como essa para as suas mãos.

Desde já, agradecemos de coração o seu apoio!

Veja o projeto direto na plataforma do CATARSE

  • Site da Editora AQUI
  • Facebook da Editora AQUI
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someonePin on Pinterest

Ponto Zero é um site de entretenimento cultural com foco em produção textual e análises de várias mídias como os quadrinhos, cinema, games, música, teatro e literatura.

249 views
Scroll Up