Ember: As Crônicas da Ruiva – Volume 1

Devo confessar que, das poucas vezes que li uma HQ, nunca fiquei tão surpreendido pela construção de um personagem dentro de tão poucas páginas. Ember, em suas 48 páginas, me conquistou pela sua construção rápida e dinamismo.

Ember: As Crônicas da Ruiva | Enredo

Ember As Cronicas da RuivaEmber – As Crônicas da Ruiva começa com uma perseguição na floresta, onde um homem foge, com uma pequena criança, de captores impiedosos. Capturados, a criança, que se descobre ser uma menina, é salva pelo povo que habita aquela floresta, o povo de Krill, que a levam para seu povoado.

Anos depois, vemos Ember, uma jovem ruiva, mostrando que possui excelente aptidão para ser uma guerreira, o que contraria seus pais adotivos. Ember segue lutando com seus amigos e, inclusive, com seu prometido. É nesse momento que uma invasão começa, culminando na morte da mãe de Ember, e com a captura de seu pai e irmã adotivos, além dos demais aldeões.

Os aldeões são levados pelos seus captores até o reino de Rhagus, onde são recebidos pelo Vizir e pelo Rei Gordar, O Senhor da Guerra. O Vizir mostra a todos uma visão, que revela que um usurpador chegou à Raghus 19 anos atrás, tomando o trono para si. A única sobrevivente foi uma criança que, levada por seu guardião, escapou do usurpador. Essa criança é a herdeira legítima do trono de Rhagus.

A visão também mostra um local secreto do castelo, uma espécie de catacumba com máquinas em seu interior. Levado até lá por seu Vizir, acontece um acidente e o usurpador desaparece. Entre a fumaça surge Gordar. O Vizir conta que os habitantes de Krill foram vítimas de uma caçada à criança, legítima herdeira do trono e única sobrevivente, desaparecida, mas finalmente encontrada entre as habitantes de Krill.

Como não há como saber qual das habitantes de Krill é a verdadeira herdeira de Rhagus, um teste deverá ser feito. Todas as mulheres deverão ser apresentadas a uma criatura monstruosa, com tentáculos enormes, que conseguirá mostrar qual é a herdeira. É nesse momento que Ember mostrará que suas habilidades não são por acaso, e tentará salvar sua irmã e seu pai adotivos, além dos outros habitantes de Krill.

Ember: As Crônicas da Ruiva | Avaliação

Ember é muito bem construída nas poucas páginas dessa HQ, me lembrando muito as HQs clássicas do gênero Sword & Sorcery, como Conan, Red Sonja, Kull, e muitos outros. Monstros bestiais e ancestrais, além de um mistério escondido no reino de Arghus e um plot twist surpreendente me fizeram gostar dessa HQ que, infelizmente, peca pela brevidade.

Extremamente corrida, e com algumas soluções milagrosas aos problemas enfrentados por Ember, a HQ acaba perdendo um ou outro ponto comigo, mas que não chegam a estragar a experiência que tive ao ler estas páginas. A verdade é que gostei da HQ como uma ótima fonte de passatempo, podendo ser lida em menos de 30 minutos, com uma arte muito boa e com um texto muito bem feito.

O texto é de Roy Thomas, que inclusive trabalhou com Conan e Red Sonja, conseguindo trazer a alma desses grandes personagens à Ember, e a arte é do conceituado ilustrador Romano Molenaar, artista que trabalhou com grandes obras como Witchblade e The Darkness.

Da parte da editora, ressalto um balão em que parte da fala não foi incluída, na página 24. Este foi o único problema de revisão que encontrei, mas que não torna incompreensível. Ainda falando da editora, a qualidade do livro é de extremo bom gosto.

Em um tamanho caprichado, 21×28 cm, uma impressão de qualidade em folhas perfeitas, a revista se torna linda materialmente, seguindo o molde das grandes publicações europeias. Eu indico essa HQ aos fãs da boa fantasia, do bom e velho Sword & Sorcery e para aqueles que apenas apreciam uma boa HQ.

Ember: As Crônicas da Ruiva | Sinopse

Saída do universo de Storm, série desenhada pelo inglês Don Lawrence, Ember é uma linda guerreira ruiva que ganhou carreira solo com texto de Roy Thomas (“Conan, O Bárbaro” e “Red Sonja”) e desenho de Romano Molenaar (“Witchblade” e “The Darkness”).

Ember, em A Lenda de Krill, vive uma aventura no Mundo das Profundezas, antes de conhecer Storm. Ao completar 19 anos, seu vilarejo é atacado pelos homens do governante de Rhagus. Ember, Pearl e Kiley, pai das duas, são presos e levados para a cidade. Lá, um passado misterioso e desconhecido será revelado.

Ember: As Crônicas da Ruiva | Sobre os Autores

Roy Thomas: Autor e escritor de histórias em quadrinhos, foi o sucessor de Stan Lee como editor-chefe da Marvel Comics. Ele é mais conhecido por ter introduzido o personagem Conan, o Bárbaro nos quadrinhos norte-americanos, lançando um gênero de histórias apelidado de Espada & Feitiçaria e trazendo o criador de Conan, Robert E. Howard, de volta a proeminência.

Romano Molenaar: É um artista de quadrinhos holandês, reconhecido na Holanda por desenhar a série Storm. Nos quadrinhos americanos,  desenhou Lady Death, The Tenth e para a Top Cow, desenhou Witchblade e The Darkness.

Ember: As Crônicas da Ruiva | Links

Ember: As Crônicas da Ruiva | Informações Técnicas

  • ISBN: 978-85-67901-60-2
  • Texto: Roy Thomas
  • Arte: Romano Malenaar
  • Editora: AVEC Editora©
  • Data de Lançamento: 2016
  • Páginas: 48
  • Formato: 21×28 cm
  • Papel: Couché Fosco 150g
  • Capa: Supremo Cartão 300g Prolan Brilho

 

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someonePin on Pinterest

Um leitor assíduo da fantasia e do terror, vem descobrindo aos poucos as maravilhas da Ficção Científica e dos Romances Históricos. Crítico e perfeccionista, procura falhas até nos livros mais perfeitos. Nas horas vagas escuta Heavy Metal e lê ainda mais.

311 views
Scroll Up