JOHN WICK | DE VOLTA AO JOGO

Cine PZ IIO Cine PZ Play é um espaço para falarmos de filmes que por algum motivo perdemos nos cinemas,  foram direto para o mercado de Home Vídeo,  estão na TV a cabo ou nos catálogos de serviços de streaming. Obras que independem do ano de produção, mas que merecem ser vistas ou revistas, sim clássicos estarão por aqui também, no final esta coluna vem somar forças no intuito de vislumbrarmos cada vez mais o universo da sétima arte.

Pendurando o pijama

John Wick esta de volta ao jogo, e prepare-se, você vai ouvir este nome proferido nas mais diferentes entonações durante esta película, mas o que fica claro é que este cara é aquele tipo de indivíduo que você jamais iria querer ter em seu encalço.

John Wick De Volta ao JogoCom uma premissa simples, até diria singela e reciclando os mais variados clichês deste tipo de filme onde a vingança é um prato que deve ser saboreado, John Wick nos convida a conhecer o mundo, ou submundo onde reinam super assassinos onde John não é menos que uma lenda: o Boogeyman .

Um verdadeiro universo entre mundos sob o véu que esconde uma realidade que impressiona a retina de poucos, os escolhidos, os eleitos, os que movimentam forças a margem da sociedade convencional, com direito a uma moeda própria e leis que regem e definem parâmetros de conduta, isto tudo ambientado num charmoso hotel que parece uma porta para outra dimensão onde figuras taciturnas e letais espreitam suas presas.

E num toque sutil e irreverente os assassinos deste universo contam com um serviço de limpeza atrelado a hilárias reservas de jantar…

Neste mundo tudo é perigoso ao extremo e se você vacilar, podem estar contratando agora mesmo alguém para entregar sua cabeça numa bandeja de prata.

Baba Yaga | Boogeyman | Bicho Papão

Em de Volta ao Jogo, temos aquele típico acaso colocando indivíduos insolentes em rota de colisão com um sujeito de convicção inquebrantável, sim aquele tipo de cara que faz o seu sangue gelar só com a menção de seu nome, este é John Wick, um assassino profissional que esta no topo da cadeia alimentar desta rede letal.

Ele servia a máfia russa sediada em Nova York , reza a lenda que em seu ultimo serviço limpou toda a concorrência para seus empregadores reinarem absolutos. Agora esta aposentado, não passa de um fantasma, uma lenda urbana, vivendo o luto da perda da esposa e iniciando a construção de uma relação inusitada vinda do ultimo presente que a mesma lhe dera, um pequeno, fofo e adorável filhote de cão.

John Wick De Volta ao Jogo

Completando a caracterização mais que emblemática do cavaleiro solitário um Ford 1969 Mustang Mach1 Coupe, uma extensão da existência do temível assassino, a transcrição perfeita do cawboy e seu cavalo para os dias atuais mantendo assim a tradição dos heróis ou anti-heróis dos filmes americanos.

Agora imagine você desavisadamente privar este sujeito destas duas pedras fundamentais em sua existência de forma brutal e inesperada?

Bem o resultado é previsível, muitas balas, mortes e lutas viscerais na jornada de John Wick para saciar sua sede de vingança, afinal o demônio estava apenas adormecido, e agora ele quer sangue muito sangue para aplacar sua ira…

John Wick De Volta ao Jogo

De Volta ao Jogo | Nós temos Reeves

John Wick não trás nada de novo e nem prometeu isso, a jornada é parecida com muitas que você viu, mas conta com um pequeno detalhe, ele tem no comando desta vendeta ninguém menos que Keanu Reeves um dos mais queridos atores para gerações de cinéfilos como eu que conheceram ele como , o misterioso Neo/Matrix, o filho da puta do Jonh/Constantine, o determinado Johnny Utah/Caçadores de Emoção, o irreverente Ted/ Bill & Ted Dois Loucos no Tempo, e o intrépido Jack Traven/Velocidade Máxima quem nunca viu nenhuma destas obras (dentre outras de Reeves) e se tornou fã imediato do cara realmente não gosta de cinema, pipoca e muita diversão.

Reeves é aquele típico ator que possui um carisma inexplicável, se você viu mais de um filme dele, vai sempre reconhecer que praticamente não há variações em suas atuações, mas mesmo assim o cara consegue te convencer que pode ser um agente do FBI, um herói scifi, um mago filho da puta que sacaneia até o demônio e por que não convenceria como  John Wick um lendário e letal assassino aposentado que foi provocado a pendurar seus pijamas e apertar freneticamente o gatilho novamente.

De Volta ao Jogo | Sem falsas promessas

A película é dirigida por David Leitch e Chad Stahelski que fazem sua estreia na direção em John Wick, o mais legal e curioso é que ambos antes disso atuavam como dublê, inclusive Chad foi dublê de Reeves em Matrix. Em seu debute por trás das câmeras Stahelski e Leitch conseguem transitar por um gênero cansado e combalido, onde já vimos inúmeras histórias de vingança sob a chancela dos mais variados homens taciturnos com seus códigos de conduta extremamente rígidos e traduzidos em  seus semblantes de uma única expressão, com seus olhos vazios de quem já se acostumou a dançar com a morte, e culminando em suas jornadas indefectivelmente solitárias…

O grande trunfo de John Wick e não se levar a sério, não assumindo nenhuma jornada messiânica de inovar ou salvar um gênero, mas sim entregar uma obra que flerta com a diversão e entretenimento, e que para isso utiliza-se muito bem da ação, e de uma violência crua e brutal, lembrando muito os filmes dos anos 80 de ação onde o cinema era permeado de inúmeros homens que eram verdadeiras máquinas de matar.

Se os diretores não renovam o cinema ao menos entregam cenas bem empolgantes de ação com brigas muito bem coreografadas, belos tiroteios tornando tudo bem requintado diferindo de produções recentes que abusam de câmeras tremidas e confusas que cansam e tiram a compreensão do combate na maioria das vezes. Isto tudo mérito dos diretores e dublês que mostram estar à vontade neste tipo de cenário, sem esquecer da bela fotografia e da eficiente trilha sonora…

De Volta ao Jogo | Quebrando paradigmas

De Volta ao Jogo vai na contra mão da indústria que preza sempre por uma fatia maior do publico, já John Wick teve uma classificação etária alta nos EUA, e foi proibido para menores de 18 anos no Brasil, com isso os diretores puderam pesar a mão na violência sem ficar sublimando e escondendo a brutalidade e os tons de vermelho do sangue que jorra fácil na jornada de vingança do Baba Yaga ou Boogeyman

John Wick conta com um excelente elenco tendo atores do naipe de Willem Dafoe e John Leguizamo, mesmo que estes estejam em papéis secundários e sem tanto destaque acabam emprestando uma certa credibilidade a obra, temos também as belas Bridget Moynahan e Adrianne Palicki, e completando o elenco principal temos Michael Nyqvist, Alfie Allen, Dean Winters e Ian McShane.

O mais legal de tudo ao você assistir John Wick e ver que finalmente Keanu Reeves parece ter feito as pazes com a tela grande, depois de filmes que não ecoaram tão bem como O Homem do Tai Chi e os 47 Ronins, ele esta “de volta ao jogo” (vocês não acharam que eu ia encerrar esta resenha sem fazer este infame trocadilho) com seu taciturno e carismático, a seu modo, John Wick, já tendo garantida sua segunda aventura com data de estreia marcada para 2017.

Trailer

DADOS NO IMDB

John Wick (2014)
John Wick poster Rating: 7.2/10 (265,182 votes)
Director: Chad Stahelski, David Leitch
Writer: Derek Kolstad
Stars: Keanu Reeves, Michael Nyqvist, Alfie Allen, Willem Dafoe
Runtime: 101 min
Rated: R
Genre: Action, Crime, Thriller
Released: 24 Oct 2014
Plot: An ex-hitman comes out of retirement to track down the gangsters that took everything from him.
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someonePin on Pinterest

É Bacharel em Psicologia, porém optou por sua grande paixão trabalhando como ilustrador e quadrinhista. É sócio do Pencil Blue Studio e Ponto Zero, podendo assim viver e falar do que gosta: quadrinhos, cinema, séries de TV e literatura.

96 views
Scroll Up