Article

Penny Dreadful | Panorama da primeira temporada

Quando Penny Dreadful estreou por aqui, a redação do PZ adorou o material e jogou as expectativas a respeito da série nas alturas (AQUI). Etapa concluída, a série mostrou a que veio e cumpriu a contento tudo que havia deixado em vislumbres logo no excelentíssimo primeiro episódio. Sir Malcolm, Ms. Vanessa Ives e Cia LTDA em breve retornam para fechar as pontas que o finale season deixou de brinde para o espectador. O texto abaixo está lotado de spoilers

there-is-something-within-us-all_1200x680

A busca por Mina Harker, filha de Sir Malcolm Murray (Timothy Dalton) tinha todos os indícios de uma conclusão nada satisfatória para o estranho grupo montado pelo explorador inglês. Desde o encontro de Vanessa Ives (Eva Green) com Ethan Chandler (Josh Hartnett) no primeiro episódio, já podíamos antever que o pistoleiro americano tinha seus próprios problemas e segredos obscuros para guardar.

Também não tardou para que o jovem Victor Frankenstein (Harry Treadaway) fosse atormentado por sua Criatura (Rory Kinnear), que retorna para cobrar de seu criador os erros do passado (sim, é o personagem de Mary Shelley em uma nova e interessantíssima abordagem). Paralelamente a chegada do misterioso Dorian Gray (Reeve Carney) trás mais sombras e elementos literários ao roteiro do seriado… Drácula, o monstro de Frankeinstein, Dorian Gray… o universo de PD flerta abertamente com a Literatura assombrada, mas toma seus próprios rumos no curso de sua narrativa e claro, não tem como não associar a série e seu elenco de personagens emprestados com uma das maiores obras do escritor inglês Alan Moore: A Liga Extraordinária.

Penny-Dreadful-wallpaper

Com um ritmo que alterna entre mostrar a origem e o passado de seus protagonistas em alguns episódios e o curso da ação do grupo de Malcom em outros, PD se desenvolve muitíssimo bem tanto nas cenas de ação quanto nos diálogos inspirados e conduzidos por uma direção de elenco mais que competente, resultado este obviamente fruto do talento que cada ator/atriz do elenco traz para a tela. Fica difícil escolher um momento ou um personagem para dar destaque, são tantas situações, falas e cenas memoráveis por capítulo que é injusto apontar tal ou qual é o ponto alto dessa primeira temporada

Mesmo assim arrisco apontar que as cenas finais entre Victor e a Criatura são extremamente sensíveis. Tanto Kinnear quanto  Treadaway impõe um ar de cumplicidade, amor e ódio ao conjunto da cena, deixando seus diálogos com uma carga emocional perfeita e de um tom quase teatral de interpretação e ritmo. Também ganha destaque completo o episódio que narra a origem da relação de Vanessa com Malcom e sua filha raptada, Mina… e claro, é tocante a degradação de Vanessa na ocasião de mais uma possessão, deixando a cargo da equipe de maquiagem e figurino da série o difícil trabalho de transformar a lindíssima Eva Green num verdadeiro bagulho demoníaco.

PennyDreadful_108_1469.r

A tônica da primeira temporada de PD é deixar em foco as questões das singularidades de cada um de seus personagens. Todos com seus segredos e terrores ocultos acabam encontrando em seus companheiros de caçada algum tipo de apoio, por mais diametral que seus quase-pares possam ser. Malcom alimenta o sentido de paternidade para com Victor numa tentativa de remediar a perda do filho durante suas incursões ao continente africano…

Victor por sua vez alimenta indícios de construir uma pequena amizade com Ethan; o homem experiente, bruto, forte e selvagem que vem do Novo Mundo e é o extremo oposto do jovem cientista e todas as suas limitações físicas. Ethan, extremamente culpabilizado por seu passado obscuro parece não buscar redenção e sim algum tipo de autodestruição ao se jogar em um relacionamento amoroso com Brona Croft, prostituta e tuberculosa. Já Vanessa se afunda também em relações profanas consigo mesmo ao desfrutar a cama e o corpo de Dorian Gray, cuja escuridão interior ativa a possessão psicossexual de Vanessa, disparando o surto de possessão que quase a faz sucumbir ao mal ancestral que a persegue oculto de tudo, menos da própria Vanessa.

É interessante notar como o envolvimento do grupo formado por Malcom gira em torno da necessidade de um pelo outro e de como isso irá gerar mais dinâmicas na futura segunda temporada da série. Com a morte de Brona pelas mãos de Victor, fica evidente que este rumo é o caminho certo do embate contra Ethan, entretanto não diretamente contra o médico franzino, mas talvez contra sua Criatura revivida, já que o cowboy galanteador é o monstro que anda aterrorizando as noites de Londres na forma do mítico Lobisomem… as coisas devem atingir altos níveis de tons de vermelho daqui para frente. Com a busca por Mina encerrada, os laços tênues entre essas pessoas marcadas pelas escuridão deve se tornar não só mais fraco, mas sobretudo mais perigoso com toda certeza.

Para a vindoura temporada a dinâmica de grupo em busca de algo específico provavelmente ganhará outra premissa, já que Mina não está mais em cena e uma parte dos personagens já teve seu passado posta as claras para o espectador. No entanto ainda temos o imortal Dorian Gray cujos mistérios e função no panorama sombrio geral da série ainda não foi devidamente explorado, mantendo assim em aberto os motivos de sua interferência na sensibilidade de Vanessa.

Mina_and_Vanessa_Penny_Dreadful_Season_1_Episode_8

Já Ethan, cujo passado permanece ainda nublado, precisará lidar com a morte de Brona como já citado mais acima e a crescente tensão entre ele e Vanessa, bem como com a busca empreendida para leva-lo de volta aos EUA por ordem de seu pai. O pistoleiro americano vai ter muito o que resolver na próxima temporada e bem provavelmente seu passado virá a tona, revelando a origem de sua maldição e a trajetória de sua saída do território americano.

Acredito que o papel de Sir Malcom na trama vai sair de pai em busca da filha raptada para o de pai em busca de vingança, o que pode colocar o velho explorador em rota de colisão com o poderoso Drácula, cuja presença ainda é uma ameaça palpável, o que parece ser algo bem óbvio, já que Mina Harker é a personagem do livro de Bram Stoker… outro aditivo que seria bem-vindo seria o próprio Jonathan Harker, esposo de Mina, também personagem de Stoker.

Segunda Temporada

Penny-Dreadful-season-2-trailer-860x442

Segundo o criador do seriado, John Logan, os personagens nessa nova aventura deixarão de ser caçadores para serem as presas. Para a nova temporada o mal tem um nome e um rosto: Madame Kali (Helen McCrory). A misteriosa sensitiva vista rapidamente em alguns episódios da primeira temporada se revelará um poderosa inimigo no comando de um culto obscuro de adoradores de Lúcifer, cujo objetivo é entregar Vanessa Ives ao senhor das trevas como sua noiva.

A estreia desta nova temporada, com 10 episódios, está prevista para o dia o domingo, 3 de maio próximo, no canal Show Time.

[divider]TRAILER[/divider]

 

Penny Dreadful (2014–)
Penny Dreadful poster Rating: 8.2/10 (55,697 votes)
Director: N/A
Writer: John Logan
Stars: Reeve Carney, Timothy Dalton, Eva Green, Rory Kinnear
Runtime: 60 min
Rated: TV-MA
Genre: Drama, Horror
Released: 28 Apr 2014
Plot: Explorer Sir Malcolm Murray, American gunslinger Ethan Chandler and medium Vanessa Ives unite to combat supernatural threats in Victorian London.
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someonePin on Pinterest

É Designer de produtos e gráfico, desenhista nas horas vagas e aos trancos e barrancos um estudioso de Semiótica. Nutre estranhas fixações por processos narrativos experimentais e acredita que o mundo caminha para ser cada vez mais parecido com um Game

86 views
Scroll Up