Article

Infinito | Panini já anunciou lançamento da grande saga cósmica Marvel deste ano

Ironman#55O leitor mais antigo celebra toda vez que alguém em algum lugar dos Cosmos pronuncia o nome e a alcunha de Thanos, o titã louco. Criado pelo escritor e desenhista Jim Starlim (Iron Man #55, Fevereiro de 1973), Thanos é sinônimo de história fantásticas e sempre cheias de aspectos filosóficos e introspectivos inerentes ao próprio vilão e sua personalidade manipuladora e sedenta de poder ilimitado, cuja inspiração partiu de outro personagem igualmente emblemático, só que na Distinta Concorrência: Darkseid.

De sua primeira aparição até o contexto atual, a participação de Thanos dentro do universo Marvel, tanto na Terra quanto nas sagas cósmicas, foi quase uma constante. Cruzando caminho com o Surfista Prateado, Adam Warlock, Nova, Capitão Marvel e todo o panteão de seres cósmicos da casa da ideias, mas sobretudo, ganhando destaque ativo ora como vilão, ora como grande aliada na chamada Trilogia do Infinito (Desafio, Guerra e Cruzada).

Trilogia esta cuja complexidade remontava aos momentos emblemáticos e complexos da chamada Saga de Thanos, uma extensa série de histórias relacionadas ao titã louco, Capitão Marvel, Warlock e sua intrincada origem e trajetória ao longo do tempo e claro, as Jóias do Infinito e outras fontes de poder universal como o Cubo Cósmico, por exemplo. Além das sagas relacionadas as gemas do Infinito, Thanos também teve papel ativo em sagas mais recentes como a Aniquilação e Imperativo Thanos e desde o começo da fase Marvel Now o titã vem sorrindo para a morte em ocasiões distintas como a série prelúdio Thanos Rising.

Hoje Thanos está no centro das atenções da Marvel em duas fileiras: novamente nas HQs por conta da saga Infinito (já concluída lá fora) e obviamente por conta de sua grande estréia nas telonas desde os créditos do longa Os Vingadores, onde o espectador pode ter o pequeno vislumbre do rosto do avatar da morte e seu sorriso característico de canto de boca.

Sua primeira aparição completa no recente Guardiões da Galáxia (AQUI) manipulando os acontecimentos para obter o artefato conhecido como Orb, Thanos caiu também nos braços do espectador comum, esse que nunca pegou uma HQ ou que até antes dos créditos de Vingadores jamais havia vista a cara roxa do vilão na vida… ou na morte…

josh-brolin-thanos

Oportunamente com o início da fase Nova Marvel no Brasil, a chegada da saga Infinito por aqui era apenas questão de tempo, pois todo o material do escritor Jonathan Hickman já prenunciava algo extremamente grande para os heróis Marvel. Desde suas primeiras páginas à frente dos Vingadores e dos Novos Vingadores, Hickman elevou sua narrativa para um patamar extremamente cósmico e sci-fi, co questões sobre o multiverso, criadores de mundos e de realidades inteiras, os campos de incursão em que Terras paralelas se encontravam na iminência de choque e destruição inevitáveis…

Tudo na narrativa do autor exigia urgência e um sentido de grandeza desmedida. Tudo para culminar com a mega-saga Infinito, focada sobretudo nos Vingadores e no grupo dos Illuminati cujas ações para impedir nossa Terra de ser destruída em vários campos de incursão resultaram em algumas das melhores histórias do começo da fase Marvel Now.

Recentemente a editora Panini lançou em seu site oficial o release da versão nacional de Infinito (AQUI) e afirma que em breve o primeiro volume da mini já estará disponível nas bancas e livrarias. A primeira edição vem em duas opções de capara variante: a primeira segue os moldes normais da editora e a segunda verão vem com o chamado acabamento metalizado, o mesmo usado nos especiais dos vilões na saga Vilania Eterna (veja mais AQUI). Veja abaixo o texto retirado do site da editora para a saga.

[divider]Release pela Editora[/divider]

Uma guerra de proporções colossais desponta no espaço exigindo a intervenção não só dos Vingadores e de alguns dos mais poderosos super-heróis da Terra, como também de diversos representantes das raças que habitam a galáxia, incluindo os skrulls e os krees… E o arquiteto desse terrível confronto não poderia ser outro senão Thanos, um antigo vilão do Universo Marvel que retorna para ameaçar a vida cósmica em Infinito, a grande saga da Casa das Ideias que a Panini publica este ano, com roteiro de Jonathan Hickman (Os Vingadores, Quarteto Fantástico) e desenhos de Jim Cheung (Vingadores: A Cruzada das Crianças, Guerreiros Secretos).   

A volta de Thanos está relacionada a uma busca por algo que lhe dará grande vantagem na luta e que vai chacoalhar todo o nosso planeta, passando pelos reinos de Attilan, Wakanda, Atlântida e alcançando os campeões que tradicionalmente os defendem (leia-se Raio Negro, Pantera Negra e Namor, o Príncipe Submarino). Na primeira edição, algumas surpresas, como os Cavaleiros Espaciais e o planeta Gálador, sofrendo nas mãos dos Construtores, um povo que já apareceu na revista Os Vingadores e que parece ter se aliado ao Titã por alguma razãodesconhecida– pelo menos por enquanto…      

Além da minissérie principal mensal, que será dividida em seis edições estendendo-se até o mês de dezembro, Infinito terá muitas outras histórias relacionadas à míni publicadas em nossas revistas. O primeiro número da saga chegará às bancas muito em breve em duas versões: com capa normal e metalizada, custando, respectivamente, R$7,20 e R$ 10,90. O miolo de ambas é LWC.

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someonePin on Pinterest

É Designer de produtos e gráfico, desenhista nas horas vagas e aos trancos e barrancos um estudioso de Semiótica. Nutre estranhas fixações por processos narrativos experimentais e acredita que o mundo caminha para ser cada vez mais parecido com um Game

304 views
Scroll Up